Nota

Helvetica, O Filme.

5 nov

Helvetica, o Filme

O filme Helvetica é um longa-metragem independente de Gary Hustwit sobre design de tipografia, gráfica e cultura visual global. Produzido em 2007, como documentário, fala sobre a trajetória do tipo Helvetica, que foi criado e 1957 por Max Miedinger e Eduard Hoffman, na Suíça quando ainda era chamada de Haas-Grotesk, passando por mutações e os motivos da grande popularização do tipo.

A análise tipográfica procura entender como a fonte interage com o publico alvo. Sua fácil leitura fez com que frases como “Se não souber o que usar, use Helvetica.”  também ajudassem bastante para a sua popularização.

No decorrer do filme, muitos tipógrafos, designers e estudiosos dão suas opiniões e visões sobre a fonte, alguns à favor e outros contra, sempre equilibrando para deixar com que o filme não tenha visão parcial, já que o foco é a comemoração dos 50 anos da Helvetica. Nele são discutidos fatores como modernismo, desenho tipográfico, variações, legibilidade, o uso, a ligação entre a fonte e grandes empresas, o impacto da tipografia em um anúncio, benefícios e malefícios, a banalização, a estagnação do tipo, a expressividade, entre outros.

O diferencial do filme é que ele traz explicações práticas de tudo o que é falado,  mostra o uso do tipo nos metrôs de Londres, nas ruas de Nova York, em livros, logotipos de lojas, portas, outdoors, logo fica fácil compreender o que é falado, e mesmo alguém que não conheça sobre tipografia conseguiria entender e reconhecer a importância da Helvetica para as áreas comerciais e de design de todos os ramos.

Há também argumentos e comentários sobre o plano da Microsoft de fazer uma fonte sem serifa muito parecida com a Helvetica e colocar como padrão no seu sistema operacional: a Arial. Com isso o filme toma outros rumos, como brigas de patentes na informática, embora seja visto que a fonte original sempre se destacou por ter várias em uma, pela originalidade, o que não acontece com a Arial.

O ponto mais intenso é quando aparecem os “tipo-maníacos” e suas fascinantes coleções de canecas, placas urbanas, toalhas e muitos outros objetos que utilizam artisticamente a Helvetica.

Em geral, o filme explica um pouco sobre o significado da tipografia, dando foco especial para um dos tipos mais importantes do design.

Bibliografia:

Trailer do documentário:

Produzido por:

Anúncios

Uma resposta to “Helvetica, O Filme.”

  1. Bruna Nunes 09/05/2014 às 17:01 #

    Olá, onde eu posso encontrar o filme?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: