Nota

História da Tipografia

5 nov

História da Tipografia

“As letras têm caráter, espírito e personalidade.”
Robert Bringhurst, 2005.

Há 5.000 anos, muito antes de usarem alfabetos, os habitantes pré-históricos da Península Ibérica identificavam os membros das suas elites gravando desenhos em placas de xisto – uma solução original. E uma boa introdução aos sistemas mais complexos que vieram depois.

A tipografia (do grego typos — “forma” — e graphein — “escrita”) é o processo de criação na composição de um texto, física ou digitalmente. Ela vem evoluindo desde a invenção dos primeiros tipos, por volta de 1450. Desde então, se tornou uma arte, estudada e apreciada, além de ser um item básico no dia a dia dos designers e artistas gráficos.
Assim como no design gráfico em geral, o objetivo principal da tipografia é dar ordem estrutural e forma à comunicação impressa. Por analogia, tipografia também passou a ser um modo de se referir à gráfica que usa uma prensa de tipos móveis.

Por muito tempo o principal meio de produção de livros era feita em manuscritos caligrafados pelos copistas. A produção era feita manualmente de maneira extremamente trabalhosa e árdua. Porém no século XV, surgiu uma nova fase em torno da produção de livros, que impulsionou uma importante evolução técnica para a fabricação deste material.
A invenção de tipos móveis metálicos permitiu a maior divulgação dos textos, que na época eram, em sua maioria, textos religiosos, jurídicos, históricos e científicos ligados diretamente ao público de estudantes, doutores, clérigos e magistrados.
Com a possibilidade de maiores cópias dos livros, o material pode chegar não somente à estudantes e mestres, mas também à classes populares.
No século seguinte já se imprimia em tecidos, cartas de baralho e estampas religiosas através da gravação de chapas de blocos inteiriços de madeira, apesar desse processo rudimentar, era possível a impressão de livros, através de pranchas únicas com o texto gravado na madeira. Nesta época também existiam caracteres móveis produzidos em argila cozida.

A invenção da Tipografia não é totalmente concretizada, por falta de referencias da época, não se sabe direito quem inventou esta técnica.
O que se pode falar é que o primeiro registro impresso com tipos móveis em metal foi obra do alemão Johhan Gensfleisch zur Laden, que preferia ser chamado entre amigos de “Gutenberg”, o mesmo ficou famoso pela impressão da bíblia de 42 linhas entre 1452 a 1455.

Porém, antes de ficar famoso pelo invento, Gutenberg foi mantido em segredo por muitos anos, pois a importância e as transformações de seu novo empreendedorismo acarretariam em mudanças no mercado da imprensa e poderia gerar um impacto comercial muito grande. Por conta disso, se formou um ambiente de mistério e segredos ao redor da invenção da tipografia.

Segundo relatos históricos, para que os tipógrafos não fossem descobertos, suas oficinas geralmente ficavam escondidas em ruínas e conventos, e funcionavam apenas de noite. Tanto mistério em torno da técnica, surgiu-se a crença que nessas oficinas era realizado práticas demoníacas e a tipografia em seus tempos mais primórdios ficou conhecida como uma arte maldita.

Passados os tempos de mistérios e chegados os tempos de imprensa, começaram a ocorrer mudanças significativas tais como o surgimento de novas técnicas e tecnologias, com sistemas de produção e reprodução mais revolucionários.
Pode-se dizer que a tipografia estabeleceu relações que, além dos aspectos estéticos e econômicos, priorizaram fundamentalmente as questões técnicas.
Conclui-se que o progresso cultural da humanidade ocorre em ciclos, com mudanças nos eixos de poder e de conhecimento. A história da tipografia reflete esses movimentos e quase sempre esteve condicionada a fatores de mercado.

Os copistas da Idade Média eram vinculados ao clero, e a produção de livros manuscritos era determinada por seus membros. Com a ascensão da burguesia, novos valores foram buscados e o interesse pela informação fez aparecer um crescente mercado produtor e consumidor.

Bibliografia

Produzido por:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: